Como seu filho reage na escola?

Postado em 27/05/2017

Como seu filho reage na escola?

As atitudes dele entre os colegas e os professores revelam alguns traços de sua personalidade

Seguro:

É aquele que faz pouca ou nenhuma manha ao ser deixado no colégio. Depois da aula recebe os pais com entusiasmo. Representa cerca de 60% da molecada.

 Ansioso :

Sabe aquela criança que chora muito e protesta só de avistar o portão da escola? É esse o tipo. Passa boa parte da aula vigilante para ver se os pais já vieram buscá-la. Entre os pequenos, 19% se enquadram nessa categoria.

 Apático:

Ele se mostra desinteressado. Depois das aulas evita os pais no reencontro, como se estivesse se vingando por ter sido deixado na escola. São assim cerca de 21% dos meninos e das meninas.

 Dicas para um início de vida escolar tranquilo

 • Visite a escola antes do começo das aula: assim você se sente seguro quanto às instalações e seu filho logo se ambienta

. • Nada de chororô: em vez disso, diga frases como: “Agora você vai fazer um monte de coisas legais, depois a gente vem buscá-lo”.

• Fique atento nos sinais: se a criança sempre alega dores bem na hora de ir à escola, se chora ou demonstra ansiedade antes de toda aula, investigue os motivos em parceria com o colégio.

Outras Notícias

 

A importância da educação inclusiva na educação infantil
Postado em 13/01/2018

O processo educacional é uma fase da vida que reflete diretamente no comportamento futuro dos indivíduos, é nessa fase que as pessoas aprendem a lidar com as dificuldades, obstáculos, limitações e diferenças. A educação inclusiva &eac...
leia mais »

Crianças que tomam café da manhã regularmente são mais inteligentes
Postado em 06/01/2018

Pão, leite, frutas, iogurte. Tomar café da manhã regularmente faz muita diferença na vida das crianças. Um dos principais benefícios é o desenvolvimento da inteligência. Já falamos sobre esse assunto na Crescer, mas um novo estudo refo...
leia mais »

Videogame faz mal para as crianças?
Postado em 30/12/2017

No computador, no celular, na televisão, no console portátil... Os jogos eletrônicos estão em todos os lugares e fazem a cabeça não só de crianças e jovens, mas também de muitos adultos. Seu filho com certeza passa algumas (ou muitas) ...
leia mais »