Apelidos na escola

Postado em 30/09/2017

Apelidos na escola

Praticamente todas as pessoas já receberam, pelo menos uma vez na vida, algum tipo de apelido, esses podem ter origem na família, no trabalho, porém o lugar onde mais acontece é na escola.

Apesar de aparentemente não demonstrar grandes problemas apresentam diversos inconvenientes ou até incidentes maiores. Geralmente os apelidos surgem nos primeiros contatos, especialmente quando entra um aluno novo oriundo de outra cidade, estado que apresentam características distintas como o modo de falar. Muitas vezes esse fato deve ser encarado como uma forma de agressão e a escola não deve permitir, essa questão já levanta preocupação e serve como base de pesquisas.

Essa prática desenvolvida de forma intencional e repetitiva é denominada de bullying. O melhor é que o exemplo venha dos professores, evitando que esses coloquem apelidos entre si, além de não caracterizar determinadas turmas como a sala da bagunça, dos espertos etc.

Bullying é uma expressão inglesa usada para designar atitudes de violência de caráter físico ou psicológico, de forma intencional e repetitiva, geralmente o ato é executado pelo “valentão” ou um grupo que tem como intuito agredir outra pessoa.

Os casos mais evidentes acontecem quando um aluno é matriculado no decorrer do ano letivo e esse possui origem de estado cujo sotaque é muito marcado, o que gera piadinhas e situações constrangedoras.

Praticamente em todos os casos os autores dos apelidos não sofrem nenhum tipo de punição por parte da escola. O melhor é que os professores ministrem aulas voltadas para essas questões, mostrando aspectos de diversos lugares e promovendo aberturas para que os alunos relatem suas respectivas origens. Isso por que as criticas ocorrem somente antes de se conhecer o lugar ou mesmo a cultura.

Somente no Rio de Janeiro de 5,5 mil alunos da rede pública e particular pelo menos 40% já sofreram com o bullying que quase sempre tem início na sala de aula.

Outras Notícias

 

12 atividades simples para ajudar seu filho a desenvolver a coordenação motora
Postado em 18/11/2017

Aos três anos, a criança já deve ser capaz de controlar a concentração e a coordenação motora necessárias para fazer movimentos finos e precisos com os dedos. Veja algumas atividades fáceis de fazer no dia a dia, sugeridas por especial...
leia mais »

O que são os Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD)?
Postado em 11/11/2017

Os Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD) são distúrbios nas interações sociais recíprocas que costumam manifestar-se nos primeiros cinco anos de vida. Caracterizam-se pelos padrões de comunicação estereoti...
leia mais »

Os perigos da adultização das crianças
Postado em 04/11/2017

Nos tempos atuais, as crianças estão se tornando pequenos adultos. Cada vez mais cedo, as crianças assumem responsabilidades, disputam competições e tentam se tornar cada vez mais competentes.

Pipocam no comércio artigos à venda para o p&...
leia mais »